Palavras ao vento

sábado, 13 de novembro de 2010

"Caminho entre as minhas perdas
- que são insetos escuros -
e os meus ganhos, douradas borboletas.
A luz de uma paixão, o dedo da morte,
o lento pincel da solidão
desenharam meus contornos,
 firmaram meu chão.
Que liberdade não precisar pensar;
que alívio não ter de administrar
a minha vida:
apenas andar,
apenas olhar, apenas
ouvir essa voz, essas vozes
que vêm de longe, passam por mim
e não me dão a menor importância
porque no vasto oceano
a minha eventual desarmonia
é apenas uma gota
desafinada.
Mais nada."

5 comentários:

Chica disse...

Intenso,lindo!beijos,ótimo domingo!chica

Júlio Castellain disse...

,,,
Ainda bem.
Abraço.
...

Thaís Nolasco. disse...

Adorei *-* Adoro vir aqui! E ah, achei o selinho super fofo, rs. Beijos :*

secretsbyheart disse...

Que lindo.. adorei !!!! Bjs

MODA GEZGİNİ disse...

beatifull.fotoğraflar harika:)bye

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...